Pesquisar Search

segunda-feira, 23 de abril de 2018

2ª edição de «Miúdos a Votos» - 2018

A votação foi feita seguindo as regras de uma eleição política
 Biblioteca da Escola Secundária de Arcozelo, em Ponte de Lima

Em votação estão cerca de 70 livros, divididos por três listas, uma por cada ciclo do ensino básico. Os títulos constantes das listas foram escolhidos pelos próprios alunos, numa espécie de eleições primárias, em que participaram mais de 22 mil estudantes, propondo mais de 2 000 livros. As histórias que recolheram maior número de propostas são as que constam das listas.



Visão | Ministro da Educação assiste à votação de «Miúdos a Votos»

2ª edição de «Miúdos a Votos» - 2018

A votação foi feita seguindo as regras de uma eleição política
 Biblioteca da Escola Secundária de Arcozelo, em Ponte de Lima

Em votação estão cerca de 70 livros, divididos por três listas, uma por cada ciclo do ensino básico. Os títulos constantes das listas foram escolhidos pelos próprios alunos, numa espécie de eleições primárias, em que participaram mais de 22 mil estudantes, propondo mais de 2 000 livros. As histórias que recolheram maior número de propostas são as que constam das listas.



Visão | Ministro da Educação assiste à votação de «Miúdos a Votos»

2ª edição de «Miúdos a Votos» - 2018

A votação foi feita seguindo as regras de uma eleição política
 Biblioteca da Escola Secundária de Arcozelo, em Ponte de Lima

Em votação estão cerca de 70 livros, divididos por três listas, uma por cada ciclo do ensino básico. Os títulos constantes das listas foram escolhidos pelos próprios alunos, numa espécie de eleições primárias, em que participaram mais de 22 mil estudantes, propondo mais de 2 000 livros. As histórias que recolheram maior número de propostas são as que constam das listas.



Visão | Ministro da Educação assiste à votação de «Miúdos a Votos»

Concurso de Professores 2018/2019

Informação útil, trocada por miúdos



Concurso de Professores 2018/2019

sexta-feira, 20 de abril de 2018

‘Fui professor por 17 anos sem saber ler’ - BBC Brasil

John Corcoran e sua neta

Um relato que chega "via BBC" é geralmente credível. Mesmo que não seja factualmente verdadeiro, é uma boa história : faz pensar.

"Um dia, estava na fila do mercado e ouvi duas mulheres conversando sobre um homem que estava aprendendo a ler na biblioteca. Elas falavam com muita alegria, e eu não conseguia acreditar.
Fui até a biblioteca, perguntei pela diretora do programa de alfabetização, me sentei com ela e contei que não sabia ler.
Foi a segunda pessoa a quem contei isso na minha vida adulta."


‘Fui professor por 17 anos sem saber ler’ - BBC Brasil

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Currículo dos ensinos básico e secundário - República Portuguesa

Faltam 18 dias...



Neste sentido, convidam-se todas as escolas e seus professores, as famílias, alunos e demais interessados a analisar o Documento Síntese do Decreto-Lei, podendo os contributos serem inscritos até ao dia 30 de abril de 2018, no formulário disponível para o efeito.




Currículo dos ensinos básico e secundário - XXI Governo - República Portuguesa

As crianças e a Filosofia - estratégias, livros, contos

 
Mais informação sobre o livro aqui
La pregunta es: ¿cómo demonios se enseña a filosofar a los críos?
A esa peliaguda cuestión trata de responder El niño filósofo, un delicioso libro firmado por Jordi Nomen, profesor de Filosofía y uno de los cerebros detrás de la escuela Sadako de Barcelona, uno de los centros educativos más influyentes e innovadores de España. El libro, publicado por la editorial Arpa, es un manual práctico para ayudar a padres y educadores a enseñar a filosofar a críos de entre 9 y 12 años. (... ) Pero Nomen no sólo ofrece esas 12 preguntas trascendentales y la respuesta que a cada una de ellas da un importante filósofo. También brinda un cuento con el que poder explorar junto a los niños todas esas cuestiones y las pautas para, a partir de ahí, poder establecer un diálogo con ellos, chivándoles algunas de las preguntas que pueden dirigir a los pequeños para hacerles pensar. Para adentrarse, por ejemplo, en el pensamiento de Erich Fromm, Jordi Nomen da la vuelta al cuento de Caperucita roja y lo transforma en un relato maravilloso: La historia de Caperucita contada por el lobo, en la que el animal denostado durante generaciones y generaciones por fin cuenta su versión de los hechos y se presenta a sí mismo como víctima en lugar de como agresor. Ese cuento al revés sirve para plantear a los críos cuestiones como «¿por qué crees que la versión del lobo no ha llegado hasta ahora y la de Caperucita sí?» o «¿cómo se construye la verdad?» 


Por qué los niños deben aprender Filosofía | Historias